Criação de camarão em cativeiro

Criar camarões em cativeiro é conhecido como carcinicultura. É uma atividade importante em várias regiões brasileiras por causa do alto valor comercial do camarão.

O aumento desta atividade se deve ao fato do alto crescimento da população mundial e o aumento da necessidade de alimentos, além do que o camarão possui alto valor nutritivo e é muito saudável.

De um modo geral os criadores dizem que os lucros podem chegar até 100%, o que acaba estimulando os empreendedores a se arriscarem neste ramo.

Por isso é uma atividade que tem crescido bastante e gerado renda e emprego para muitas pessoas.

A criação de camarões em cativeiro se tornou uma boa alternativa de negócios para pequenos produtores, conforme relatórios do Sebrae.

A criação de camarões em cativeiro é bem parecida com a de peixes.

Os camarões são criados em tanques (como uma piscina), utilizando água potável. O tanque é abastecido através de uma bomba e devem estar ligados, com um encanamento projetado para escoar os dejetos.

A estrutura utilizada vai variar de acordo com o tamanho da criação que você pretende realizar. Terá que ser avaliado principalmente o tamanho da área que você dispõe.

A recomendação dos criadores é que cada tanque ofereça o espaço de doze camarões por metro quadrado. Uma quantidade maior por metro vai prejudicar o controle do padrão do crustáceo e da limpeza adequada para o local.

Na construção do viveiro várias recomendações devem ser observadas:

  • Renovação e drenagem da água;
  • Profundidade dos tanques (em média 1,5m), mas inicialmente podem ser menores;
  • Local adequado e próprio para esta atividade (sítio ou fazenda), pois oferecem espaço para área de empacotamento e transporte.
  • Circulação da água;
  • Temperatura do local, da região da instalação do viveiro. O ideal é uma temperatura constante (25 graus);
  • No final do cultivo, após a retirada dos camarões os tanques devem ser totalmente esvaziados.

Por tratar-se de um alimento nobre, o camarão é um produto de fácil colocação no mercado. Pode ser feita direta aos consumidores, em feiras, restaurantes, supermercados e outros.

Porem devem ser observadas todas as normas de conservação para manter o produto em condições de transporte e consumo.

Antes de iniciar procure todas as informações necessárias sobre investimento inicial para a estrutura e recursos de mão de obra.

É considerado um investimento de porte pequeno (inicial), mas cercado das informações corretas sobre a atividade de criar camarões em cativeiro, terá um suporte para que seus investimentos tenham sucesso e um bom retorno financeiro.

Para saber mais sobre o assunto, visite: https://carcinicultura.com/